Buscar

Da companhia

A concluir a sua participação no webinar organizado pela BDC – Empower to Lead e Jornal Económico e dedicado ao transporte aéreo, Miguel Frasquilho, chairman da TAP, deixou ‘um agradecimento ao povo português’ pelo que está a fazer pela companhia. Como portuguesa e zelosa cumpridora das minhas obrigações fiscais, registo e agradeço o agradecimento, mas não me passa pela cabeça que a ele associado não venha menos do que um esforço hercúleo para salvar a empresa e para justificar o maior despedimento coletivo dos últimos anos e reduções salariais inimagináveis até há bem poucos meses.

A esta altura do campeonato, a discussão ideológica sobre se a TAP deve ser pública ou privada já não interessa a ninguém porque o final da história é sempre o mesmo com os mesmos de sempre a pagar a fatura. E estes, nos quais me incluo, querem fervorosamente mudar o curso desta história para serem eles a agradecer à TAP. Por uma gestão rigorosa, profissional e competente, por ser a empresa que nos une e que une Portugal ao mundo, por saber partilhar e formar boas alianças estratégicas, por oferecer o melhor serviço e por cumprir o melhor serviço público. Se nos estão assim tão agradecidos, não nos ofereçam menos do que a companhia perfeita. É o mínimo.


Marta Romão, diretora-geral BDC - Empower to Lead

2018 Copyright © BDC                             Criado por   MM Design

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter - Grey Circle