Buscar

Da decência

(…) É tempo de coragem, porque há muito que fazer. E isso é certo, prometo-vos. Seremos julgados, vós e eu, pela forma como resolvermos esta cascata de crises da nossa era. Estaremos à altura da ocasião. Dominaremos esta hora rara e difícil? Cumpriremos as nossas obrigações e passaremos aos nossos filhos um mundo novo e melhor? Acredito que temos esse dever e estou certo de que vós também. Acredito que o faremos e, ao fazê-lo, escreveremos o próximo grande capítulo da história dos Estados Unidos da América. A história americana (…)


E escreveremos juntos uma história americana de esperança e não de medo. De unidade e não de divisão, de luz e não de trevas. Uma história de decência e dignidade, de amor e cura, de grandeza e bondade. Que seja esta a história que nos guia. A história que nos inspira. E a história que diz aos tempos que virão que respondemos ao apelo da História, que estivemos à altura do momento. Democracia e esperança, verdade e justiça não morreram à nossa guarda, antes prosperaram (…).


(excerto do discurso de Joe Biden no dia da sua tomada de posse, que incluiu além dos festejos habituais, a assinatura de 15 ordens executivas como a suspensão de despejos e execuções hipotecárias, a criação de um novo gabinete federal para coordenar a resposta nacional ao vírus, o levantamento imediato da proibição de deslocação a 13 países, maioritariamente muçulmanos e africanos, a suspensão da construção do muro fronteiriço entre os EUA e o México e a inversão de uma ordem Trump, que impede que migrantes que se encontram ilegalmente nos Estados Unidos sejam contados para os distritos do Congresso).


Com esta entrada a pés juntos, prevejo o melhor.

2018 Copyright © BDC                             Criado por   MM Design

  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter - Grey Circle