Buscar

Das Valentinas

Engenheira, cientista, piloto, fumadora e descarada, Valentina Ponomaryova nunca cumpriu o desejo de viajar no espaço. Em 1963, viu-se ultrapassada na corrida espacial por outra Valentina, a Tereshkova, humilde e submissa trabalhadora têxtil, sem formação universitária, mas de cartilha comunista na ponta da língua e modelo perfeito de ‘nova mulher soviética’ desenhado ao centímetro por Krushev. Aos comandos da Vostok 6, Tereshkova cumpriu a missão de se tornar a primeira mulher do mundo a viajar no espaço e, de caminho, transformar-se numa heroína nacional. Não por acaso coube a Tereshkova, hoje deputada, uma outra missão de glória: a de apresentar no parlamento a proposta que permite a Vladimir Putin de concorrer às eleições presidenciais após o final do seu mandato, em 2024. Para simplificar, o ex-agente do KGB que, entre 1999 e hoje, foi duas vezes primeiro-ministro e outras tantas presidente, pode muito bem governar até aos 83 anos. «A mera existência de uma oportunidade para o atual presidente ser reeleito seria um fator estabilizador para a nossa sociedade», afirmou Tereshkova. A proposta foi aprovada por uma larga maioria, tão sequiosa de estabilidade quanto respeitadora de hierarquias. Tereshkova voltou a bater a descarada Ponomaryova.


Marta Romão, diretora-geral BDC - Empower to Lead

2018 Copyright © BDC                             Criado por    MM Design

logo site MM negativo.png
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter - Grey Circle