Do drink
Buscar

Do drink

Não têm pão, comam brioche. A frase pode ter sido dita por Maria Antonieta, não é certo, mas é sabido que muitos a atribuem à rainha da França setecentista de Luís XVI, soberana aparentemente fútil e muito pouco sensível às necessidades dos famintos populares que rondavam os portões do palácio de Versailles. Para o caso, pouco importa se é verdade que foi dita ou por quem. Interessa mais a mensagem nela contida, que é a do desdém e arrogância do poder face à pobreza. E que, de tempos a tempos, regressa à boca de quem não devia.

Por estes dias, a dita voltou a fazer-se ouvir em nova versão durante a apresentação das 65 obras de arte contemporânea adquiridas pelo Estado. Os belos jardins do Museu Nacional de Arte Antiga tomaram o lugar de Versalhes, Maria Antonieta baixou na Ministra da Cultura e os brioches foram substituídos por um drink de fim de tarde com vista para o Tejo. Só os pobres – milhares de profissionais da cultura, na sua maioria com vínculos precários, obrigados a recorrer às famílias, aos amigos e ao Banco Alimentar - continuam os mesmos, sem pão ou brioches. Ao menos havia uma câmara de televisão, que deixará a frase para sempre com dono certo atribuído.


Marta Romão, diretora-geral BDC - Empower to Lead

2018 Copyright © BDC                             Criado por    MM Design

logo site MM negativo.png
  • LinkedIn
  • Facebook
  • Twitter - Grey Circle